Tarcísio Freitas (Infraestrutura) não detalhou medidas, mas disse que objetivo é evitar os atendimentos em balcão em meio à pandemia do novo coronavírus.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, afirmou nesta quarta-feira (18) que o governo estuda prorrogar o prazo da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e de passes livres, além de medidas para ajudar os caminhoneiros autônomos. Tarcísio Freitas não chegou a detalhar as medidas, mas disse que o objetivo é evitar filas e atendimentos em balcão em meio à pandemia do novo coronavírus. "Vamos evitar atendimentos em balcão.

Estamos a extensão de prazo da CNH e de passe livre de maneira que as pessoas não tenham que comparecer em postos para fazerem a extensão da carteira", afirmou. O ministro participou de uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto, ao lado do presidente Jair Bolsonaro e de outros ministros do governo, entre os quais Luiz Henrique Mandetta (Saúde), Paulo Guedes (Economia) e Sergio Moro (Justiça). Auxílio para caminhoneiros Sem detalhar que tipo de ajuda será dada, o ministro afirmou que o governo avalia como beneficiar o trabalhador do transporte rodoviário. “Foco no caminhoneiro autônomo que não tem a proteção social e que eventualmente se tiver um problema, se tiver doente, não tem como trabalhar e levar o sustento para dentro de casa”. A negociação é para que seja fixada uma espécie de renda mínima para os caminhoneiros autônomos que estiverem no grupo de risco ou afastados do trabalho por estarem em quarentena.